Usuários apoiam iniciativas pioneiras da Televisita e Plantão Familiar

Os usuários que estão participando da televisita e do plantão de notícia familiar, medidas pioneiras criadas pelo Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, mediante a suspensão de todas as visitas aos pacientes da unidade de saúde, por tempo indeterminado, estão aprovando e apoiando os novos métodos. A medida segue a determinação do Governo do Estado, como parte da estratégia para evitar a propagação do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo a Rafaela Carvalho, Chefe do Núcleo de Ações Estratégicas, tanto a televisita, como o plantão de notícia familiar, foram criados para tranquilizar os familiares que estão em casa assustados com o momento que estamos vivenciando. “Essas medidas foram necessárias visando preserva toda a população, e sobretudo nossos pacientes e profissionais. Estamos funcionando com uma equipe multiprofissional, tendo em vista esclarecer todas as dúvidas que forem surgindo a respeito dos nossos pacientes”, explicou.

Rafaela ressaltou ainda que este serviço deixa o atendimento ainda mais humanizado, mesmo com todas as circunstâncias do Covid-19. O Plantão de Notícias Familiar funcionará 24h, todos os dias da semana e feriados. Já as televisitas, acontecem com os médicos intensivistas e clínicos em horários previamente determinados e com chamadas de videoconferência, ou seja, chamada de vídeo a beira leito. “É importante ressaltar que através deste telefone 98845-3516, os familiares terão acesso à informação em tempo real e poderão tirar todas as suas dúvidas”, explicou.

Para Renato Pinheiro, filho de uma paciente da Unidade de Terapia Intensiva, a mudança foi totalmente apoiada por ele, já que assim ele sente que a mãe está bem mais protegida da Pandemia do Novo Corona Vírus. “Confesso que em primeiro momento fiquei receoso, mas tudo funcionou normalmente. Conversei com o médico a respeito do quadro clínico da minha mãe e posteriormente, por alguns minutos pude olhar ela beira leito. Sei que foi pelo tablete, mas esse sacrifício vale a saúde dela e de milhares de doentes e profissionais da saúde”, frisou.

Categories : Notícias