Hospital de Trauma de João Pessoa realiza palestras educativas para usuários e familiares

O Serviço Social do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realiza diversos encontros educativos para promover a humanização hospitalar na unidade de saúde. Palestras sobre o combate à violência sexual, doação de órgãos e integração dos novos usuários são alguns temas debatidos com os acompanhantes e pacientes da instituição. A coordenadora do Serviço Social, Ana Valbia, ressaltou a importância dos eventos educativos realizados no complexo hospitalar. “Realizamos diariamente palestras de conscientização dos usuários, acompanhantes e familiares sobre diversos assuntos. O nosso enfoque principal é sempre o paciente, por isto, o fazer entender sobre o acesso e acolhimento aos setores e serviços garante uma melhor estadia dele na unidade hospitalar”, ponderou. As assistentes sociais também participaram da palestra de conscientização da doação de órgãos. De acordo com Ana Valbia, o Serviço Social é o “coração” do hospital. “Sabemos que essa parceria com a Central de Transplante é imprescindível. Nosso papel é acolher bem a família e assisti-la da melhor forma possível, contribuindo para que a família cogite a possibilidade de doação de órgãos. Que possamos propagar cada vez mais a importância deste gesto e lembrando que para ser doador de órgãos só basta expressar o desejo para família”, disse. Para a dona de casa Maria das Dores, que visitou o filho internado na área Laranja, as palestras de conscientização foram esclarecedoras. “Gostei muito de aprender mais sobre a doação de órgãos. Parabéns pela iniciativa de falar de um assunto tão delicado, principalmente com os familiares. Através da palestra tive a convicção de deixar claro para meus familiares o meu interesse em ser doadora”, ressaltou. O Serviço Social funciona 24 horas no Hospital de Trauma e Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba (HTOP), hospital retaguarda da instituição. O setor conta com o serviço de pacientes não identificados, portanto, quem tiver um parente desaparecido pode consultar o serviço de assistência social, por meio do telefone 3216-5732, ou ir pessoalmente ao Hospital de Trauma.

Categories : Notícias