Hospital de Trauma realiza evento sobre Nutrição Parenteral e Enteral

Atualização em Nutrição Enteral e Parenteral foi o assunto discutido na tarde desta segunda-feira (12) com enfermeiros, nutricionistas e farmacêuticos no Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. Este evento faz parte do calendário do programa de Educação Continuada da unidade de saúde, que visa qualificar e proporcionar aos colaboradores oportunidades de renovar conhecimentos, com o objetivo de oferecer um atendimento de excelência aos usuários. 

Para a coordenadora do setor de Nutrição, Christiani Carneiro, o Hospital de Trauma pretende inserir a Nutrição Parenteral manipulada nas prescrições dos pacientes. “O foco maior do evento foi com relação à Nutrição Parenteral manipulada, que tem por objetivo suprir as necessidades nutricionais de pacientes que não conseguem supri-las utilizando a via digestiva, e pode ser individualizada (bolsas manipuladas, conforme necessidades do paciente) ou padronizada (soluções prontas para uso)”, salientou.

Segundo a palestrante e nutricionista da empresa Clinutri, Renata Brandão Borges, foram abordados tópicos que vai desde produção até a administração da Nutrição Parental. “Conversamos no evento sobre toda logística que envolve a NP. Sabemos que este recurso faz parte dos cuidados de assistência ao paciente impossibilitado de receber os nutrientes em quantidade que atendam às suas necessidades metabólicas pelo trato gastrointestinal (TGI), visando a síntese ou manutenção dos tecidos, órgãos e sistemas”, salientou.

Nutrição Parenteral (NP) manipulada – Constitui em um recurso terapêutico nutricional apropriado para atender as necessidades específicas de cada paciente, permitindo ao médico, incluir na formulação aminoácidos específicos, vitaminas e oligoelementos. Sua indicação, em geral atende situações clínicas especificas como profilaxia e tratamento da desnutrição aguda em peritonites, pancreatite, síndrome do intestino curto, sepse, insuficiência renal, encefalopatia hepática, anorexia nervosa entre outros.

Categories : Notícias