Lean nas emergências: projeto seleciona Hospitais de Trauma da Paraíba

Os Hospitais Estaduais de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, e Dom Luiz Gonzaga Fernandes, de Campina Grande, estão entre os 20 selecionados em todo país para o 3º ciclo do Projeto Lean nas Emergências, que tem como objetivo reduzir a superlotação dos serviços de urgência e emergência do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Lean foi desenvolvido por uma iniciativa do Ministério da Saúde (MS) com o Hospital Sírio Libanês e faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS), para o triênio 2018/2020. Outros 39 hospitais já passaram pelo processo de intervenção.

Segundo o diretor geral do Hospital de Trauma, Leonardo Leite, o Projeto chegou para agregar valor às iniciativas que já são desenvolvidas na instituição, como por exemplo, a Acreditação. “Estamos muito felizes com a escolha da nossa instituição para participar e confiamos que vamos conseguir desenvolver um excelente trabalho na emergência da nossa unidade seguindo a metodologia implantada pelo projeto”, frisou.

Leonardo ressaltou ainda que, durante seis meses, uma equipe do Sírio Libanês visitará a instituição quinzenalmente para observar de perto todos os indicadores utilizados na metodologia Lean. “Todos que fazem parte da área assistencial da nossa unidade devem passar por oficinas, palestras e treinamentos, visando temas que buscam reduzir o desperdício de recursos e fortalecer as atividades que agregam valor aos processos intra-hospitalares”, explicou.

Para o gerente do Núcleo da Qualidade da instituição, Isabela Almeida, a unidade de saúde tem com finalidade específica operacionalizar a gestão e execução das atividades e dos serviços de saúde de urgência e emergência em trauma. “Somos uma instituição Acreditada em nível II, certificação de Acreditado Pleno, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). Com isso, sempre buscamos nos capacitar para seguir avançando e assegurar um atendimento de excelência aos pacientes. O Lean vem somar as nossas forças para a melhoria de processos baseada em tempo e valor, para assegurar fluxos contínuos, eliminar desperdícios e atividades de baixo valor agregado”, finalizou.

Para a diretora geral do Trauma de Campina, Dra. Ingrid Ramalho, o Lean nos Hospitais, que significa “hospitais enxutos”, vem em um momento propício para a saúde da Paraíba que está vivenciando um fortalecimento cada vez mais crescente e uma padronização dos cuidados nos hospitais do estado.

“O Lean capacitará os profissionais para que processos internos possam ser otimizados dando celeridade ao atendimento do paciente e focando na qualidade do cuidado. Estamos entusiasmados, sobretudo, porque vivenciamos uma crise mundial na saúde, devido à superlotação nos hospitais e o Projeto vem para nos auxiliar a vencer alguns obstáculos dessa sobrecarga, otimizando desde materiais de consumo até o redimensionando de profissionais” declarou.

Categories : Notícias