Pela quinta vez, Laboratório do Hospital de Trauma é premiado nacionalmente

Pela quinta vez consecutiva, o Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, recebeu a premiação da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas – SBAC, por meio do Programa Nacional de Controle de Qualidade (PNCQ). A avaliação atestou que, em 2018, o setor da unidade hospitalar obteve desempenho excelente, garantindo a qualidade de 100% nos resultados dos exames realizados na instituição.

Para o gerente médico da instituição, Fagner Dantas, o prêmio é um orgulho para todos que trabalham na instituição. “Nós que fazemos o Hospital de Emergência e Trauma estamos gratificados pelo reconhecimento do trabalho da equipe do Laboratório, que há cinco anos, mantém esse título nacional, a vitória é de toda unidade hospitalar e principalmente da população paraibana”, ressaltou.

Segundo a coordenadora do setor, Francisca Estrela, uma das formas de avaliar o desempenho do Laboratório é por meio de amostras. Elas são enviadas pela SBAC e o hospital transmite os resultados mensalmente no sistema. “Estamos colhendo o que plantamos há alguns anos, a busca pela excelência. Hoje nosso laboratório é referência para outras unidades hospitalares, o Programa Nacional de Controle de Qualidade reconheceu o nosso compromisso e precisão nos resultados do exame. Sinto-me impulsionada ainda mais para continuarmos neste caminho. É motivo de muito orgulho para toda equipe”, comemorou.

Este prêmio só mede a qualificação do trabalho prestado pelo Laboratório à sociedade. O Programa Nacional de Controle de Qualidade reconheceu o compromisso com a excelência por parte da direção, bem como dos que compõem o setor, o que nos impulsiona ainda mais para continuarmos no caminho traçado. Estamos muito orgulhosos”, frisou.

Serviço – O Laboratório de Análises Clínicas da unidade de saúde funciona 24 horas, todos os dias da semana, com 32 funcionários, dos quais 15 técnicos de laboratórios, dois digitadores, cinco farmacêuticos, cinco biomédicos, quatro técnicos de enfermagem e um enfermeiro, todos organizados por uma escala.

Categories : Notícias